Yango e Ministério dos Transportes abordam regulção e segurança do sector da mobilidade

Targeting
Targeting 4 de Outubro, 2023

No passado dia 13 de Setembro, o Ministro dos Transportes, Dr. Ricardo Viegas d’Abreu, reconheceu as contribuições valiosas da Yango para a criação do futuro regulamento de serviço de transporte por aplicativo. Numa reunião com o ministro e com responsáveis da Agência Nacional de Transportes Terrestres, a delegação da Yango apresentou também as funcionalidades que garantem a segurança dos passageiros e condutores nas corridas pelo aplicativo.


Na reunião entre o Ministério dos Transportes, a Agência Nacional de Transportes Terrestes (ANTT) e a Yango, o ministro Ricardo Viegas d’Abreu reconheceu o papel activo da Yango na criação de um quadro legal específico para os chamados transportes por aplicativo, processo actualmente em curso.

 

Desde o início das actividades em Angola, em 28 de Abril de 2022, a Yango colocou-se à disposição das autoridades nacionais para apoiar na criação de legislação que regula este sector, tendo em conta a experiência adquirida nos 20 países onde opera em todo mundo.

 

A criação deste regulamento específico permitirá abordar de forma concreta questões ainda pendentes, como a emissão e aquisição de licenças de operação, um ponto que a Yango está a rever directamente com a ANTT, conforme indicações do Ministério dos Transportes.

 

Na reunião, a delegação da Yango informou também as autoridades sobre o plano de negócios e apresentou a detalhes todas as funcionalidades do aplicativo que garantem a segurança das corridas, tanto para passageiros como condutores. Entre estas, a Yango destacou o convénio com o Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), órgão ao qual os passageiros têm acesso directo ao pressionar o botão de emergência disponível no aplicativo.

 

Segundo Ivan Mugimbo, Director da Yango em Angola, “o encontro com a Sua Excelência Senhor Ministro e as autoridades da ANTT foi bastante produtivo e inspirador”. “Além de reiterarmos a nossa disponibilidade e interesse em participar na edificação de um marco regulatório do sector, comprometemo-nos também a reforçar cada vez mais as funcionalidades de segurança, como temos feito de forma permanente, aliás, desde o ano passado, quando iniciámos operações em Luanda”.

 

Ao mesmo tempo, continuou, “na reunião, a Yango apresentou a detalhe o modelo de negócio e como este está a impactar a criação e desenvolvimento de empresas de transporte privado. A Yango apoia as empresas parceiras na regularização ante as entidades oficiais, antes de iniciarem operações, e é altamente exigente quanto à formalização da actividade dos milhares de condutores que trabalham com o aplicativo em Luanda.”

 

“Por último, colocámos uma vez mais à disposição do Sr. Ministro dos Transportes todo o nosso potencial e conhecimento tecnológico para ajudar a desenvolver a infra-estrutura local de transporte e a mobilidade dos angolanos”, indicou Ivan Mugimbo.

 

A reunião com o ministro Ricardo Viegas d’Abreu ocorreu um dia depois de um encontro da delegação da Yango no Governo Provincial de Luanda, com a Sua Excelência Vice-Governador para o Sector Económico, Dr. Gilson dos Santos Antunes Carmelino, e com a presença do Director Provincial de Trânsito, Tráfego e Mobilidade do Governo Provincial de Luanda, Senhor Filipe Cumandala, onde também esteve presente os Assessores do Vice-Governador.

 

Entre outros pontos, abordaram-se também questões relacionadas com a logística de operação dos condutores que trabalham com o aplicativo Yango, com o fim de melhorar a mobilidade na capital, e ainda a possibilidade de um patrocinio da Yango para às escolas de ensino especial de Luanda, que mereceram uma visita da delegação da Yango.

 

A Yango é uma empresa tecnológica internacional que fornece serviços de mobilidade e entrega através da sua App em mais de 20 países em África, América Latina, Europa e Médio Oriente. Com uma forte presença em África (incluídno Angola desde Abril de 2022).

 

Em meados de 2022, as operações da Yango em África representavam aproximadamente 60% do Volume Bruto de Mercadorias (GMV) da empresa na região da Europa, Médio Oriente e África (EMEA), ultrapassando as projecções internas. Estes resultados encorajadores reforçam ainda mais a dedicação da Yango em concretizar a sua visão de ter um impacto positivo no desenvolvimento do continente.

Artigo Patrocinado por:

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *