Ad imageAd image

Receita das maiores holdings de publicidade cresce 2,7%

Targeting
Targeting

O sector de agências de publicidade teve um crescimento modesto em 2023, com as principais holdings a projectarem um aumento semelhante para 2024. Essa tendência foi revelada no 80º Relatório Anual de Agências da AdAge, que oferece uma análise detalhada do sector e uma classificação exclusiva das 30 maiores agências do mundo.

A WPP continua a liderar o ranking das maiores agências, com uma receita de 18,5 bilhões de dólares, seguida pela Accenture Song, que registou uma receita de 18 bilhões de dólares, consolidando a sua posição entre as principais agências globais. Completam o top 5 das maiores holdings de publicidade a Publicis Groupe, Omnicom e Interpublic Group of Cos. (IPG), que juntas cresceram cerca de 2,7% em 2023.

O relatório da Ad Age indica que a receita combinada das 30 maiores agências aumentou 5,6% em 2023, atingindo um total de 148 bilhões de dólares no ano passado. Em termos de crescimento orgânico, as cinco maiores holdings registaram um aumento de 1,3% em 2023 em comparação com o ano anterior. Embora menor que o aumento de 7,5% observado em 2022 em relação a 2021, as previsões para 2024 apontam para um crescimento orgânico entre 2% e 2,8%.

As informações para o Ad Age Agency Report 2024 foram coletadas por meio de questionários enviados a agências e empresas do sector, complementadas por análises e estimativas do Ad Age Datacenter. A classificação das maiores agências do mundo pela Ad Age é baseada na receita, como um indicador claro do desempenho financeiro e da posição de mercado dessas empresas.

O Ad Age Agency Report é publicado anualmente desde 1945 como um relatório abrangente sobre o mercado de agências. Fundada em 1930, a Advertising Age é uma marca de mídia global americana que se destaca pela criatividade, dados e análises, pessoas e cultura, além de inovação e previsão.

edacção: ola@targeting.ao

Experimente o Dark Mode. Clique no botão do canto superior direito, junto à barra de pesquisa.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *