Benguela e Huíla a “boleia” da Heetch

Targeting
Targeting 18 de Novembro, 2022

Benguela e Huíla passarão a contar, ainda neste mês de Novembro, com a presença da Heetch. O aplicativo de mobilidade e serviços de táxis personalizados acaba de anunciar que no dia 21 os benguelenses já poderão usufruir do serviço, enquanto que os huilanos poderão fazê-lo imediatamente no dia 22.

A marca relata que esta era uma notícia que os moradores destas províncias aguardavam já há algum tempo, pois familiarizados com o aplicativo nas suas deslocações à Luanda, nunca hesitaram em informar sobre a necessidade deste tipo de serviços nas redes sociais. Agora, a startup atendeu ao chamado, e a partir da próxima semana estes moradores poderão solicitar um táxi da Heetch e deslocar-se com “rapidez e segurança, e preços acessíveis”.

Numa primeira fase, em Benguela, o raio de acção do aplicativo incluirá a capital da província, Catumbela e Lobito. Já na Huíla, os pedidos poderão ser feitos apenas na cidade do Lubango e zonas adjacentes.

O modelo de negócio em que os particulares usam os seus carros pessoais para transportar terceiros, através dos pedidos que recebem pelo aplicativo revelou-se um sucesso na capital, e é para muitos uma forma de ter um rendimento extra, e para tantos outros tornou-se já um emprego em tempo integral, reforça a Heetch, numa clara intenção na democratização no acesso aos seus serviços.

Em Luanda viajar com rapidez, segurança e a preços justos é já uma realidade connosco. Os problemas de mobilidade existem e estamos a dar o nosso contributo para mitigá-los. No entanto, cada vez mais perguntavam-nos com uma certa mágoa  se outras províncias não mereciam contar também com este tipo de serviços, e inequivocamente dizemos que sim, merecem! Só não aconteceu mais cedo porque havia e ainda há muito por fazer na capital , mas agora é possível expandirmos e estamos bastante entusiasmados

Alvaro de Veciana, Director Geral da Heetch Angola

Ler Também: Agora no Kilamba: Heetch abre nova agência

A Heetch revelou recentemente que na capital do país, foram já realizadas mais de 3 milhões de corridas e que foi já ultrapassada a barreira das 500.000 descargas do aplicativo, o que consideram apenas um sinal de que a startup está  no caminho certo, porém deseja crescer muito para além destes números, pois acredita que o potencial do mercado angolano existe.

Para além das implicações óbvias do ponto de vista do crescimento financeiro, esta é também: “A oportunidade de formar jovens locais, nestas duas províncias, e oferecer uma alternativa de rendimento a quem tenha o seu carro e smartphone são incentivos fortes para nós. A componente social é importante para a empresa” Acrescentou o director da Heetch para o mercado angolano.

Redacção: ola@targeting.ao

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *