Tech Trends: Deloitte apresenta tendências tecnológicas para o futuro das organizações

Targeting
Targeting 25 de Outubro, 2023

Para a Deloitte, estas são as tendências tecnológicas que vão impactar o futuro das organizações nos próximos tempos. Na 14ª edição do estudo Tech Trends, e ao longo de 84 páginas, a marca analisa as diferentes formas como as organizações estão e ainda podem recorrer a ferramentas tecnológicas poderosas para projectarem o seu futuro.

Com a tecnologia a assumir um papel determinante no futuro das empresas, a flexibilidade e a confiança são as palavras-chave associadas às principais tendências tecnológicas que irão impactar as empresas angolanas ao longo dos próximos dois anos, segundo a 14ª edição do Estudo Tech Trends apresentado pela Deloitte.

O Estudo Tech Trends analisa anualmente as diferentes formas como as organizações angolanas se estão a adaptar e a recorrer a ferramentas tecnológicas cada vez mais poderosas para projectarem o seu futuro.

Para Nuno Carvalho, Partner da Deloitte, “o Capital Humano, especialmente na área tecnológica, continua a ser um motivo de grande preocupação para as organizações, dada a escassez de profissionais altamente qualificados. Os processos de transformação digital são imperativos para que os negócios possam prosperar, demonstrando a necessidade de criar processos de atracção, selecção e retenção de talentos”.

Apresentado para dezenas de organizações parceiras da Deloitte nos sectores Público e Privado, e que anualmente identifica seis tendências que, juntas, fornecem uma estrutura para a evolução contínua em direcção a três estratégias: Simplicidade, Inteligência e Abundância. Tendências essas que deverão impactar os negócios nos próximos dois anos, sendo que Flexibilidade, a melhor competência do Talento Tecnológico; Ganhar confiança na Inteligência Artificial (IA); e Acima da Cloud, foram as três principais tendências que receberam especial destaque durante a apresentação do estudo, e com elas se prevê que causem maior impacto nas organizações angolanas.

Durante a sessão, foram também ilustradas as restantes três tendências que se prevê que possam, no futuro próximo, começar a impactar a realidade das empresas nacionais: Confiar em modelos de arquitecturas descentralizadas; Ligação dos mainframes às tecnologias emergentes; e a Utilização do Metaverso como forma de acesso à internet imersiva para as empresas.

António Veríssimo, Partner da Deloitte, refere que “as tendências apresentadas no Tech Trends destacam a importância das organizações explorarem novas abordagens e adoptarem tecnologias emergentes para serem mais competitivas, aprimorarem os seus modelos de negócio e melhorarem os ganhos operacionais. Integrar estas tecnologias em benefício do tecido empresarial e promover a inclusão tecnológica são, pois, factores cruciais para o desenvolvimento social, a diversificação e o crescimento da economia de Angola”.

No evento também foi anunciado a possibilidade de Angola utilizar as ferramentas disponíveis no hub do AI Institute da Deloitte, que visa contribuir para o desenvolvimento e partilha de casos de estudo para aplicabilidade de técnicas de Inteligência Artificial aos vários sectores da Economia com particular foco para o continente africano.

Redacção: ola@targeting.ao

Experimente o Dark Mode. Clique no botão do canto superior direito, junto à barra de pesquisa.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *