EY revela estudo sobre preocupações do CFO em Angola

Targeting
Targeting 27 de Junho, 2023

Os primeiros resultados do questionário realizado aos CFO (Chief Financial Officer) de bancos e seguradoras acabam de ser divulgados pela EY Angola. Um documento preliminar que revela, entre outras conclusões, que “84% dos directores financeiros em Angola demonstra preocupação com o aumento da complexidade regulatória e do escrutínio por parte do supervisor”.

Com o propósito de reflectir sobre as preocupações dos directores financeiros, fornecer uma visão sobre os desafios actuais e futuros da função financeira e proporcionar as perspectivas dos CFO nos sectores bancário e segurador, os primeiros resultados deste questionário mostram que três em cada quatro CFO entendem que a revisão do modelo de negócio e a identificação de novas fontes de receita serão as principais exigências futuras.

“O paradigma das instituições financeiras em Angola tem sofrido alterações significativas, impactando, entre outros, a agenda do Chief Financial Officer. Foi nesse sentido que a EY lançou um questionário sobre os desafios dos CFO e responsáveis das áreas financeiras/contabilidade dos bancos e seguradoras em Angola, cujos primeiros resultados são agora divulgados”, explica Carlos Basto, Office Managing Partner da EY Angola.  
  
O questionário realizado durante o ano de 2022 revela também que 86% dos directores financeiros consideram que os sistemas e aplicações de suporte à função financeira apresentam vulnerabilidades.
 
O estudo esteve baseado em questões como: “Quais são os aspectos que lhe trazem maior preocupação na gestão do desempenho da sua Função Financeira?”; “Quais são as matérias que exigem/exigirão maior envolvimento do CFO (e da Função Financeira) nos próximos anos?”; “Ao nível da estratégia para a Função Financeira, em que componentes projecta maior investimento nos próximos anos?”; “Face aos riscos sistémicos existentes no mercado angolano, que riscos, no seu entendimento, podem ter maior impacto no desempenho financeiro da sua Instituição?”.

Redacção: ola@targeting.ao

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *