O Camama nunca viu nada assim: Centrooptico tem nova loja

Targeting
Targeting 16 de Janeiro, 2023

O Centrooptico, líder angolano em saúde visual e auditiva, abre o ano em grande estilo, com a abertura da 24ª loja da marca em território nacional.

Com um investimento de cerca de 300 milhões de kwanzas para a abertura da sua 24ª loja, no dia 12 de Janeiro, o Centrooptico abre assim mais uma porta, desta vez no Deskontão do Camama, levando deste modo serviços de saúde visual e auditiva de excelência a mais um distrito do município de Talatona.
 
A cerimónia de abertura contou com a presença de um dos embaixadores da marca, Sérgio Rodrigues, amigos da marca e o Secretário de Estado para o Comércio, Amadeu Leitão Nunes, que, acompanhado de membros da sua equipa, coube-lhe o tradicional corte de fita, um momento que foi seguido por uma visita guiada, dando aos convidados a possibilidade de conhecerem o espaço e as suas valências técnicas.

As lojas do Centrooptico contém a maior exposição nacional de armações, e para o Camama não foi diferente, são 135 metros quadrados de exposição de armações, de exames de diagnóstico e dois gabinetes clínicos. Os moradores desta zona que visitarem a loja vão poder beneficiar de consultas de optometria, contactologia, oftalmologia e exames de diagnóstico.

Esta loja é a primeira de muitas que serão inauguradas ao longo de 2023. Queremos estar cada vez mais próximos das comunidades, proporcionando-lhes serviços de excelência, assegurados por equipas multidisciplinares altamente qualificadas e a preços competitivos. Esta é uma aposta permanente do Centrooptico, que acredita ser possível democratizar o acesso aos cuidados de saúde visual e auditiva.

Arlete Clemente, Directora dos Recursos Humanos do Centrooptico

De acordo com o Administrador-Geral do Centrooptico, Amyn Habib, “o objectivo é o de continuar a expandir a marca, disponibilizando os produtos e serviços com base na mais alta tecnologia e inovação em todo o país, apostando na força de trabalho dos angolanos, porque acreditam que são talentosos, permitindo assim o crescimento económico, técnico e humano de Angola”.

Redacção: ola@targeting.ao

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *