Kinda vai fechar 4 lojas em Portugal

Targeting
Targeting 4 de Janeiro, 2024

Sem grandes definições de como vai ser executado, a marca de mobiliário e decoração do Grupo Nuvi comunicou aos seus trabalhadores que a Kinda (ex Kinda Home) vai fechar e avançar com um despedimento colectivo, avança o o Jornal de Negócios. 5 anos após dar entrada no mercado português, a Kinda coloca um travão no seu plano de expansão na Europa que, para além de Portugal, previa também abertura de unidades em outros países.

Aberto em 2018, com um investimento de mais de 20 milhões de euros na primeira das quatro lojas que detém em Portugal, mais de 100 trabalhadores vão perder o seu emprego na sequência da decisão da empresa que nasceu em Angola onde possui outras quatro lojas. Até ao momento não se sabe se esta decisão afectará os negócios da companhia no mercado angolano.

Propriedade de Luís Vicente, considerado um dos homens mais ricos de Portugal, entre as várias áreas de negócio, o Grupo Nuvi detém a produtora de refrigerantes e sumos Refriango, e uma rede de retalho alimentar de centenas de lojas através de insígnias como Mega – Cash & Carry, Bem Me Quer e Bem Perto.

Experimente o Dark Mode. Clique no botão do canto superior direito, junto à barra de pesquisa.

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *