Marcas de bebidas lideram resultados do estudo ao consumidor feito pela Superbrands

Targeting
Targeting 10 de Fevereiro, 2023

Por meio de um estudo ao consumidor conduzido pela Keyresearch, com 1045 pessoas entrevistadas, em cerca de 1 mês, a Superbrands apresentou a 9 de Fevereiro, os resultados do estudo ao consumidor onde foram analisadas as menções às marcas que surgem espontaneamente na cabeça dos consumidores.

A Superbrands leva a cabo anualmente uma análise detalhada do mercado e das marcas com maior relevância, que permitem identificar as marcas e os segmentos com maior relevo para o consumidor angolano, bem como as características genéricas deste mercado.

Com 79% das referências, de forma genérica, a moda, tecnologia e bebidas formam o Top 20, aparecendo como as marcas mais mencionadas pela população. Enquanto que ao nível da menção de marcas nacionais, bebidas, distribuição e alimentação surgem destacadas nas referências da população, representando 87%.

No âmbito das referências genéricas e espontâneas do Top 20, é de destacar a elevada referência a marcas internacionais ligadas ao mundo da moda. Mas ainda assim é possível encontrar várias outras marcas com presença relevante e efectiva no mercado local, como no caso da Coca-Cola, Toyota, Cuca, Pura e Unitel.

Quando a análise passa para a dimensão de marcas exclusivamente nacionais, Cuca, Nocal e Eka surgem como as marcas mais referenciadas, seguidas da Pura, Blue, Coca-Cola e Booster, representando 53% do Top 20 de marcas referenciadas. De salientar que marcas afectas às áreas de tecnologia, distribuição, alimentação e banca estão também entre as áreas de maior referenciação.

Um dos aspectos relevantes em termos de análise do estudo está relacionado com a análise por faixa etária, que foi dos 15 aos mais de 45 anos de idade, e estrato social, do mais baixo ao mais alto. Onde o Top 10 destas análises, as marcas relevantes são transversais a todas as idades, com a Nike, Adidas e Samsung a surgirem com elevadas referências em todas as faixas etárias, enquanto que a Coca-Cola destaca-se em 4 das faixas etárias (apenas excepção da faixa etária dos 15 aos 19 anos).

Já em termos de estrato social, existe também um padrão comum a todas as faixas etárias, com a moda no Top 3 das referências genéricas e as bebidas no Top 3 das referências nacionais.

Esta análise permite perceber três aspectos relevantes: primeiro, que, ao contrário do que se verifica em muitos outros mercados, a elevada percentagem da população em idade jovem torna o mercado muito “padronizado”, sem grandes diferenças em termos de faixas etárias ou estrato económico. Em segundo lugar, a relevância dada pela população às áreas de moda, tecnologia e bebidas, permite perceber que são áreas atractivas para as empresas, mas já altamente concorrenciais. Finalmente, à semelhança de outros mercados, a tecnologia e telecomunicações são muito valorizadas como áreas de grande relevância em termos sociais, acompanhando as mudanças sociais que o mundo em geral vai experienciando.”

Pedro Diogo Vaz, Senior Partner da Superbrands Angola

Este estudo esteve na responsabilidade da Keyresearch que elaborou o estudo em 18 pontos de amostras da província de Luanda, com base em idade, género, estrato económico e localização geográfica de 1045 pessoas.

As marcas finalistas poderão ser divulgadas e premiadas no final de junho do corrente ano, após a segunda fase do estudo em que é feita uma avaliação pelo Conselho Superbrands, um painel composto por 15 profissionais de destaque no mundo das marcas.

Redacção: ola@targeting.ao

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *