T´LEVA disponibiliza relatório baseado nos ODS da ONU

Targeting
Targeting 22 de Março, 2023

O T´LEVA, aplicativo móvel que fornece serviços de mobilidade, apresentou o seu relatório baseado nos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), agenda mundial adoptada pelas Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, composta por 17 objectivos e 169 metas a serem atingidas até 2030.

A marca encara os ODS ́s como uma bússola que vai determinar o melhor caminho para atender às múltiplas demandas económicas, sociais e ambientais, estando as empresas mais capacitadas para ampliar o processo de inclusão social com geração de emprego e renda, para utilizar de forma sustentável os recursos naturais e interferir positivamente nas mais diversas áreas.

O T’Leva alavanca as suas capacidades no eixo da sustentabilidade e dos objectivos de desenvolvimento sustentável. No entanto, continuamos a nossa jornada de sustentabilidade e aprimoramos a nossa curva de aprendizagem diante dos desafios globais. O valor que criamos até agora vai continuar a aumentar com a nossa contribuição adicional para os ODS’s. No T’Leva estamos empenhados no futuro, em olhar em frente juntos, porque juntos podemos eletrificar África e desenvolver uma marca africana cheia de poder africano.”

Manuel Santa Clara – T´LEVA General Manager

Num documento com cerca de 26 páginas, o T´LEVA apresenta os principais KPI´s de evolução durante os anos de 2021-2022 e aponta para 7 ODS´s específicos alinhados ao modelo de negócio da start-up, detalhados abaixo.

Sem pobreza – trabalho decente, crescimento económico e redução da desigualdade

Neste ODS, o T´LEVA afirma que procurou buscar por formas de erradicar tais situações criando condições que visam contribuir para a redução da pobreza, promovendo um trabalho decente, contribuindo para o crescimento económico e para a redução das desigualdades. Para isso, a marca percorreu, em 2022, um “caminho sólido”, criando mais de 2.400 postos de trabalhos directos e indirectos, comparando com os 1.150 postos de emprego criados em 2021, verificando-se um crescimento de 109%.

Para tornar mais forte este objectivo, o relatório destaca a padronização salarial feita pela marca nos dois anos em análise, passando de 48% em 2021, para 100% em 2022, um visível crescimento de 52%. Outro dos aspectos para o alcance deste objectivo foi a materialização de remunerações acima do salário mínimo, sendo que neste momento o salário mínimo praticado pela firma é de 130 000 kwanzas.

Fome zero

Para atingir este objectivo, o T´LEVA focou em iniciativas de responsabilidade social corporativa. Em 2022 foram realizadas 10 actividades sociais corporativas em locais distintos, desde centros de acolhimento para crianças desfavorecidas, escolas, hospitais e outros. A marca doou uma multiplicidade de bens alimentares, materiais didáticos, remédios e etc, face às duas actividades realizadas em 2021. Em 2022 observou-se um crescimento de 400% face ao ano anterior.

Saúde & bem-estar

Neste ponto, a marca optou por carros eléctricos para a realização das suas viagens, assumindo um compromisso com a responsabilidade ambiental, já que directamente contribui para a redução da emissão de CO2. O T´LEVA cadastrou na sua plataforma, em 2022, 1.148 carros eléctricos não produtores de CO2, um aumento considerável face aos 689 registados em 2021, contribuindo assim para a redução da poluição, da extinção de espécie, propagação de doenças e problemas de saúde provocados pelas alterações climáticas, intensificação de fenómenos ambientais, como tsunamis, furacões, enchentes e etc.

Educação de qualidade

Em 2022 a marca garantiu mais de 1.000 horas de formação inclusiva, de qualidade e equitativa, promovendo oportunidades de aprendizagem aos funcionários, bem como prestadores de serviço. “Tivemos um ano bastante produtivo, face às 480 horas ministradas em 2021. Neste quesito tivemos um crescimento de 108%, porém, ambicionamos elevar a percentagem”, destaca-se no documento.

Igualdade de género

Em 2022 o T´LEVA registou uma percentagem de 38% de mulheres na empresa, face a 2021 em que as mulheres ocupavam apenas 21% dos funcionários da empresa. Um crescimento na ordem dos 21% que, segundo a marca, “demonstra a sua preocupação com os desequilíbrios a nível dos géneros em ambiente de trabalho”. Ainda, de acordo com o relatório, as mulheres em cargos de gestão foram a maioria em 2022, representando 57% do total de colaboradores.

Indústrias: infra-estruturas e inovação

A marca reforça que obteve “resultados satisfatórios”, pois, em 2022 registou 671.860 corridas automáticas e um visível crescimento de 47.5% face às 455.519 corridas automáticas registadas em 2021. Na contramão, registou-se um decréscimo de 39.16% nas corridas manuais, visto que em 2021 registaram-se 196.740, e em 2022 apenas 119.700.

Em 2022 o T´LEVA teve disponíveis 5 postos de carregamentos com 10 máquinas, totalizando 20 pistolas (material individual que conecta a máquina de carga ao veículo eléctrico) espalhados pelos diversos cantos da cidade de Luanda.

Parcerias e comunidades

Em 2022 a marca estabeleceu um total de 108 parcerias na intenção de criar uma interligação saudável entre os serviços, desde bancos, eventos e entidades públicas e privadas, face às 49 parcerias fechadas em 2021.

Acesse o Relatório Completo T´LEVA ODS Aqui.

Redacção: ola@targeting.ao

Compartilhe este artigo
Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *